top of page
Ativo 8_edited.png
Ativo 8_edited_edited.png
  • Foto do escritorComunicação Fundiágua



Fundiágua aproveita oportunidade de mercado e compra Títulos Públicos Federais para os Planos I(BD) e II(Saldado)


Em 05/11/2021 a Fundiágua concluiu a aquisição de aproximadamente R$ 102,4 milhões para os Planos I (BD) e II (Saldado) de Título Público Federal (NTN-B), com rentabilidade vinculada à variação da inflação medida pelo IPCA, acrescida dos juros definidos no momento da compra e com pagamento de juros semestrais.


As aquisições dos Títulos Públicos são parte importante da reestruturação que a Fundiágua vem fazendo na gestão dos investimentos e somadas a recente seleção de novos gestores, deve contribuir positivamente para os resultados dos Planos. O Gerente de Investimentos, Leonardo Galluzzi Sansivieri, relata que as compras ocorreram ao longo de 5 dias (28/10 a 05/11) e que as transações foram operacionalizadas junto às três corretoras habilitadas pela Fundação (XP, Tullet Prebon e BGC Liquidez). O Sr. Leonardo destaca: “Optamos por habilitar as Corretoras selecionados pelo Tesouro Nacional, por já passarem por um processo de seleção nacional. Ressaltamos, que a seleção das três corretoras atendeu aos critérios de governança da Fundiágua”.


Outro ponto relevante informado é que todos os títulos adquiridos serão levados até o vencimento. Essa forma de precificação está prevista na legislação vigente e, de acordo com o Gerente de Investimentos, protege os planos das variações do mercado e garante que os ativos trarão a rentabilidade contratada até os vencimentos.


Plano I (BD)

Para o Plano I (BD) foram adquiridos aproximadamente R$ 6,4 milhões com uma taxa média ponderada de IPCA + 5,43%, o que representa 0,43 pontos percentuais acima da meta atuarial (INPC + 5,00%).


Plano II (Saldado)


No Plano II (Saldado), o montante investido foi de R$ 96 milhões a uma taxa média ponderada IPCA + 5,38%, ficando 0,54 pontos percentuais acima da meta atuarial (INPC + 4,84%). Os índices INPC e IPCA são indicadores que medem a inflação doméstica e são bastante correlacionados. Assim, mesmo que a meta atuarial e os títulos públicos possuam indicadores de referência diferentes, a tendência é que o comportamento entre eles seja bastante próximo. De acordo com o Diretor Financeiro, Rodrigo Souza Araújo, as aquisições dos Títulos Públicos com taxas acima da meta atuarial auxiliam de forma substancial aos resultados dos Planos e imunizam uma parte importante dos passivos futuros dos referidos planos.

 






2 visualizações

Comentários


Ativo 8_edited.png
Ativo 8_edited_edited.png
bottom of page